Acusado de vender ouro ilegalmente se livra de tornozeleira eletrônica

ORDEM JUDICIAL


O juiz da 5ª Vara Federal de Mato Grosso, Jeferson Schneider, revogou a cautelar de tornozeleira eletrônica imposta a Willian Ribeiro, um dos principais investigados na Operação Trypes.


Willian juntamente com seu irmão foram alvos da Polícia Federal, por suposta participação em esquema de extração e comércio ilegal de ouro na Amazônia Legal que movimentou mais de R$ 200 milhões.

Recentemente, ambos tiveram a prisão revogada. Na ocasião, a prisão foi substituída por medidas cautelares e tornozeleira eletrônica.

A defesa, representada pelos advogados Valber Melo, Fernando Faria e Filipe Maia, requereu a retirada do monitoramento eletrônico.

O magistrado acatou o pedido, no entanto, as demais cautelares permanecem.

Fonte: Ponto na Curva

2 visualizações0 comentário